sábado, 25 de novembro de 2017

Transporte para a Funcheira


A Câmara Municipal de Castro Verde anuncia, no seu site, o início do serviço de transporte de estudantes para a Funcheira, a acontecer a partir de amanhã, da Gare Rodoviária, certamente com a presença do senhor Presidente da Câmara, conforme será, igualmente, bem divulgado através dos meios oficiais, oficiosos e quejandos.
Quero deixar aqui claro que, e desta vez ironias à parte, fico satisfeito pelo cumprimento efectivo de promessas eleitorais.
Mesmo não concordando com as mesmas.
No entanto, esta medida trata-se de uma opção política, como foi assumida pelo Presidente da Câmara, e não decorre da necessidade imperiosa que, eventualmente, tenha sido manifestada pelas pessoas que vão ser abrangidas.
Pessoalmente, não sendo uma questão de necessidade premente, não vejo grande interesse na implementação do serviço.
Provavelmente, a Câmara deveria optar por, num quadro de melhoria do serviço prestado pela Rodoviária do Alentejo, pugnar pela criação de uma linha regular.
De facto, existe um serviço de autocarros que serve a localidade, seja para Norte seja para Sul, que presta um serviço regular, a custos semelhantes e tempo de deslocação igualmente semelhante.
Trata-se de um serviço que vai beneficiar apenas 52 pessoas, que poderão utilizá-lo ou não, uma vez que é gratuito, dependendo apenas da sua vontade, ficando de fora todos aqueles que estudando em universidades do interior, em nada vão beneficiar com a medida.
Por outro lado, são pessoas que, eventualmente já obtiveram a ajuda municipal através das bolsas a que se poderiam candidatar.
Se não foram abrangidas pelas bolsas, então, provavelmente, nada justifica a implementação deste serviço.
Faltou, igualmente, da parte do Município, quando se fala tanto em transparência, abertura e liberdade, esclarecer, quais os custos EFECTIVOS para o Município pela implementação desta medida que, é uma mera opção política.
Reitero, no entanto, a minha satisfação por ver cumprida uma promessa eleitoral, mesmo não vendo grande ganho com a mesma.
Mas, não venham outros males ao mundo.

Sem comentários:

Publicar um comentário