quarta-feira, 23 de setembro de 2009

K7 Pirata



Álvaro Cunhal, "partidarites" à margem, foi um dos políticos maiores do séc. XX, facto reconhecido no país, salvo por algumas poucas excepções, e no estrangeiro.

A coerência das suas posições, baluarte defensivo das suas opiniões, que o levaram à prisão por longos anos, e a que as forças políticas burguesas apelidaram de "cassete", e até lhe valeu o cognome de "K7 Cunhal" no programa Contra Informação, está na ordem do dia, por força do período eleitoral que actualmente vivemos.

Alguém se recorda daquela parte da "casste" que se referia às "PME´s", às pequenas empresas, e que a direita, e o Partido Socialista, que era a forma de Cunhal continuar a deitar abaixo os grandes grupos económicos?

Pois é. Parece que todos os partidos da época, que tanto criticaram Cunhal pela sua intrasigente defesa das PME e da importância destas na economia nacional, e mesmo as forças políticas neófitas que por aí polulam, engoliram eles próprios a ... cassete, só que como não detêm direitos de autor é, notoriamente, uma K7 pirata.

A História tem destas coisas curiosas.

Sem comentários:

Publicar um comentário