sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

PESPORRÊNCIA



A soberba, a arrogância e a vaidade são predicados que se juntam na pesporrência.
A maior manifestação de pesporrência a que se tem assistido nos últimos tempos, vem ali dos lados das Piçarras, concretamente de alguém que, ufanamente, criou um grupo fechado, no qual decide quem entra , quem está, quem e quando sai, independentemente da razão.

Invoca até um regulamento que não está disponível e que, duvido, algum dos elementos do grupo, para além da pesporrente administradora, o conheça.
Bom, o certo é que, pouco a pouco vai expulsando todos os que possam colocar em causa as suas crenças.
Eu passei por lá, e saí, por minha vontade, por não aceitar estar num grupo em que a sua pesporrente administradora e seus fans apoiam de forma clara e indesmentível um ser que veio defender ideologias e práticas nazis, apelando à violência e ameaçando de violência física participantes no grupo, ou de morte a outros.
Ah pois, senhora pesporrente adminsitradora, é que eu fui ameaçado de morte através do messenger, no seguimento da famosa conversa de verão!
Agora, vem a pesporrente administradora convidar outro elemento a abandonar o seu famoso grupo de seguidores, muito concretamente Maria Sequeira, que SÓ POR ACASO é minha mulher!
Argumento:"(...) os administradores informam que Maria Sequeira será eliminada do grupo, por ter permitido que o seu perfil fosse usado por terceiros, para fazer comentários na publicação da rega do intermarchė, violando assim o nosso regulamento."
e, no seguimento de uma questão, colocada, respondida e decidida pela persporrente administradora: " Para conhecimento de todos a interessante pergunta feita pela Maria Sequeira, e as respostas dadas por ela na conversa que se desenvolveu, foram dadas por terceiros que usaram o seu perfil com o seu consentimento, ou não?!?" e " Estas atitudes violam as regras do grupo.
A Administração vê-se na obrigação de indicar a saída a esse membro, e se não o fizer voluntariamente será banido do grupo nas próximas horas." e, ainda "Quem o fez poderia pelo menos ter tentado disfarçar a sua verdadeira personalidade."
Bom, não posso deixar de sentir que a pesporrente administradora está a cogitar, questionar concluir e decidir que quem fez os comentários fui eu e não a Maria Sequeira.
Está enganada!
Não fui eu!
Porquê? Porque nem através de outro perfil quero participar num grupo liderado por tal gente!
Porquê? Porque a Maria Sequeira, se calhar ao contrário da pesporrente administradora, não precisa que respondam por si.
Porquê? Porque eu, João Nuno Sequeira tenho locais próprios para dizer o que penso.
Já agora, sra. pesporrente administradora, que vim a saber se lamentou de a ter ofendido, provavelmente por lhe ter aplicado o epíteto de "desqualificada", (admito que deveria ter utilizado o termo "inqualificável"), justifico agora a minha atitude.
É que não a podendo qualificar de brilhante, inteligente, sagaz, esperta, intuitiva, teria que lançar mão de adjectivos prejorativos que, por serem tão abrangentes e transversais, poderiam colocá-la numa classificação onde se encontram pessoas que não merecem o castigo de serem comparadas consigo. Daí, o desqualificada, ou seja, fora de qualquer classificação.
Esta atitude que teve com Maria Sequeira apenas o veio provar e comprovar.
Para a Maria Sequeira os meus parabéns: há decisões que só engrandecem os visados! Ser expulso de um grupo administrado por uma pesporrente  administradora, ainda por cima desqualificada, deve ser entendido como um elogio enorme!

Sem comentários:

Publicar um comentário