domingo, 7 de abril de 2013

Logo agora que estava tudo a correr tão bem ...


Existe aquela estória do burro do cigano que, quando aquele (o burro) morreu, o dono se lamentava que "logo agora que ele se tinha habituado a não comer, é que que morreu".
E existe o discurso de hoje de Pedro Passos Coelho que nos veio dizer que estava tudo a correr tão bem, aqui, neste país, para agora vir o Tribunal Constitucional declarar a inconstitucionalidade das normas do Orçamento de Estado e estragar esta maravilha de governação.
Até parece piada, mas não é, devido à gravidade e seriedade do assunto.
É que, este Governo, para além de todos os diversos motivos, ficará para a história como aquele em que os seus responsáveis não conseguiram acertar numa única previsão ou atingir um único dos objectivos, a não ser o terem conseguido destruir o tecido económico nacional.
É que nem na previsão de que o Tribunal Constitucional iria deixar passar o Orçamento acertaram, nem mesmo depois de meio mundo ter avisado que era o mais certo.
E depois morreu.

Sem comentários:

Publicar um comentário