sábado, 10 de outubro de 2009

Últimos Cartuchos

Antes de colocar este blogue em reflexão, gostaria de deixar aqui 3 ou 4 pequenas notas.


O debate transmitido ontem pela Rádio Pax (parece que não foi pela Castrense, dada a total ausência de referências a tal facto no sitio da estação) deixou bem claro que não basta ter uma voz maviosa para ser um bom candidato a Presidente de Câmara. Se assim fosse, concerteza a Marisa já era Presidente da República.

Francisco Duarte demonstrou ter o conhecimento mais profundo dos dossiers que foram abordados, tendo apresentado de uma forma clara, e até pedagógica, as propostas da CDU/PCP-PEV para a continuação da obra iniciada nos anteriores mandatos e das obras que se pretendem lançar no futuro.

Assim, quanto a quem venceu o debate, não há discussão possível ou aceitáel, seja ela a cores ou a preto e branco.

Uma nota acerca do jovem candidato da coligação PSD/CDS-PP, que demonstrou uma postura muito responsável e independente, com apresentação de algumas propostas que podem constituir uma base de trabalho. Acho que promete.

No seguimento do debate, um ex-autarca deste concelho, zangado com a sorte que não lhe bafejou a vida com um lugar de vereador em 2001, depois de oito anos em quezilias do foro estritamente pessoal, em que sustentava a sua posição na coerência de ideias, e durante os quais defendeu a lei de Manuela Ferreira Leite que limitou o endividamento das autarquias, atirando para cima destas o ónus do déficit público, colocou a hipótese de votar em João Paulo Ramoa, ou mais recentemente, louvou as virtudes da polivalência defendida por Bagão Félix, apelidando de malandros aqueles funcionários (públicos e autárquicos) que a contestam, decidiu, depois de ouvir a voz maviosa de um autor de programa de rádio debitando o seu desconforto face aos dossiers autárquicos, decidiu mandar às malvas a sua máscara de apoiante do PCP e da CDU/PCP-PEV e apoiou abertamente a eleição do candidato do Partido Socialista de José Sócrates.

Pessoalmente, estou completamente aliviado: já ninguém me vai confundir com esse individuo, no que respeita a apoios políticos, como é óbvio, porque quanto ao resto não havia confusão possível, e mesmo as últimas réstias de respeito e amizade se esfumaram com essa infâme declaração de apoio.

Foi bom que se separaram as águas.

Para ele foi o fim de qualquer hipótese de futuro político, até porque, como há milénios diz o povo, ROMA NÃO PAGA A TRAIDORES!

A terminar a campanha, a CDU organizou uma mega-caravana, com mais de uma centena de automóveis, que percorreram a quase totalidade das povoações do concelho, apenas não visitando aquelas que, pela sua dimensão, tornariam muito complicado a circulação de tantos veículos pelo seu interior.

Coisa linda de ser ver!

Por fim, apelar pela última vez, ao voto na CDU/PCP-PEV e em Francisco Duarte, com a confiança de ser a única escolha responsável para o concelho e para a presidência do município.


VOTA CDU/PCP-PEV

VOTA FRANCISCO DUARTE



A PARTIR DESTE MOMENTO ESTE BLOGUE ENTRA EM REFLEXÃO!

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. O ex-autarca colocou-me a questão se poderia responder neste espaço.

    É óbvio que não porqueo meu sentido democrático tem limites, à muito excedidos pelo indivíduo em questão, e porque não lhe quero dar mais voz do que aquela que ele merece.

    ResponderEliminar
  3. O ex-autarca colocou-me a questão se poderia responder neste espaço.

    É óbvio que não porqueo meu sentido democrático tem limites, há muito excedidos pelo indivíduo em questão, e também porque não lhe quero dar mais voz do que aquela que ele merece.

    ResponderEliminar
  4. Gostei do Debate, achei muito positivo, foi pena não haver uma palavrinha acerca do interior do Concelho, já nas 90 medidas não encontro nada. Não gosto de ver ataques a quem não se pode (ou não deixam) defender.

    ResponderEliminar
  5. Um seu amigo mas desta vez anónimo10 de outubro de 2009 às 21:14

    O debate demonstrou bem que quem merece ganhar a Câmara é, sem qualquer dúvida, o Sr. Arquitecto Francisco Duarte.

    Quanto ao jovem candidato do PSD/CDS merecia ser eleito como vereador e, julgamos, seria uma mais valia para a Câmara e para o Concelho.

    Quanro ao Sr. Dr. e seus patéticos acólitos... enfim, o que dizer ... demagogia e populismo no seu melhor ... . Mas, sinceramente, alguém de bom senso esperava outra coisa vinda dali?!

    ResponderEliminar
  6. Ninguém tem o direito de alhear-se dos problemas da sua terra, das suas perspectivas de desenvolvimento, do rigor e da transparência como é governado o seu município e a sua freguesia.

    ResponderEliminar
  7. Isso aí por Castro Verde tá feio.
    Sinceramente e eu que até não voto em Castro, não gostaria de saber que esse sr. dr. viesse a ser o próximo presidente.
    Nunca me enganou,apesar de só o ter visto não mais que meia dúzia de vezes,pode até ter feito um bom trabalho, lá com as cantorias e conversetas aos mais idosos e solitários pastores e afins.Aquela simpatia toda!...hum, só mesmo os crédulos e pessoas de bem, é que não viam que o sr. dr. espreitava a oportunidade e essa foi-lhe dada, com a saída antecipada de F.S.C.
    Amanhã,e para bem dos Castrenses, Castro Verde irá concerteza continuar no rumo certo do desenvolvimento e bem estar de todos vós que aí vivem.
    Até à VITÓRIA FINAL.
    marialgarvia.

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar