quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Preso por ter cão. Preso por não ter cão


A candidatura do Partido Socialista/José Guerreiro ao invés de apresentar ideias concretas e formas de solução dos problemas que, na maioria dos casos inventa, prefere incomodar-se com a obra feita e em curso no último anos deste mandato que agora termina.
Chega-se facilmente à conclusão que se o concelho estivesse parado, a critica seria a de que havia inércia por parte da autarquia. Como o Concelho progride, o executivo está a exagerar nas actividades municipais.
Depois de criticar o Parque de Campismo, no célebre jantar de lançamento da candidatura do Partido Socialista, em Julho p.p., onde o candidato josé Guerreiro comparou aquela importantíssima infra-estrutura à célebre ponte contruída no deserto na expectativa de que a água chegasse a passar por debaixo dela, a candidatura do Partido Socialista/José Guerreiro verbera agora as obras do cine-teatro, o início das obras do Parque infantil, que ainda a semana passada exigia, a ampliação do equipamento desportivo do Estádio Municipal, etc., etc., etc.
Será caso para se dizer que apenas a Câmara de Castro Verde não pode cumprir o seu mandato até ao fim, porque tal facto desagrada à candidatura do Partido Socialista/José Guerreiro?
Ou estaremos em mais uma daquelas típicas situações de alguém ser preso por ter e por não ter cão.
Como se diz ali para as bandas de Alqueva: DECIDAM-SE, PÔRRA!

Sem comentários:

Publicar um comentário